Imprimir esta página
FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS DEVEM ACREDITAR NAS BOAS INTENÇÕES DO GOVERNO
24.Jul..2022

-Afirma Secretário Geral da FRELIMO sobre a Tabela Salarial Única

OS FUNCIONÁRIOS e agentes do Estado precisam acreditar nas boas intenções do Governo, de busca de soluções da situação salarial na Administração Pública por via da Tabela Salarial Única.

 

O apelo foi lançado ontem no distrito de Namaacha em mais um dia de trabalho de Roque Silva na Província de Maputo num encontro com membros e simpatizantes do Partido, referindo-se ao movimento de agitação gerado por pessoas mal intencionadas nas redes sociais e outras plataformas de informação e comunicação com o fim único de provocar um ambiente de falta de confiança no seio dos funcionários e agentes do Estado para com o Governo.

"Não devemos nos deixar distrair por aqueles que andam a tirar notícias negativas sobre a TSU só para agitarem aos funcionários públicos.

Os funcionários têm de ter certeza que a Tabela Salarial Única é o melhor caminho que o Governo encontrou para resolver de forma estrutural o problema das inconsistências geradas pela multiplicidade de tabelas salariais facto que até certo ponto criava uma situação de desigualdades injustificáveis no sistema salarial na função pública.", disse Roque Silva.

Considerou este o melhor caminho para os funcionários saírem anualmente das incertezas do mês de Abril sobre o que se tinha de esperar como aumento salarial.

Para Roque Silva a TSU resolve até certo ponto o sentido bastante invertido da pirâmide salarial que caracteriza o sistema salarial ora em reforma.

O SG da FRELIMO considerou ser natural que num processo novo, complexo e que envolve centenas de milhares de funcionários como este, ocorram falhas e erros que devem ser resolvidos tal como aconteceu na década 80 aquando da introdução do sistema de carreiras profissionais ora em vigor, cujas falhas registadas foram sendo corrigidas até chegarmos a um sistema de carreiras consolidado que temos hoje.

Roque Silva aproveitou a oportunidade para encorajar o Governo a não perder o foco neste esforço para o bem dos funcionários públicos e a estes no sentido de saber gerir o nível das suas expectativas quanto ao que esperam que venha a ser o novo salário.

Ler 90 vezes