spanish
ACLLN apela ao abandono dos ataques armados
29.Jun..2021

A Associação dos Combatentes da Luta de Libertação Nacional (ACLLN) apela aos mentores da violência armada nas províncias de Cabo Delgado, Manica e Sofala para abandonarem as matas e se reconciliarem com a razão, voltando ao convívio das famílias

moçambicanas. O apelo foi feito pelo secretário-geral da ACLLN, Fernando Faustino, para quem é necessário que os moçambicanos se unam para defender e desfrutar das conquistas alcançadas com a proclamação da independência nacional.

Falando a propósito das celebrações dos 46 anos da proclamação da independência, assinalados no dia 25 de Junho, Fernando Faustino disse que há conquistas que precisam de ser preservadas pelos moçambicanos, e isso passa por se manterem unidos e perseguirem o objectivo da paz. “Este é um momento de muita satisfação. Ao longo dos 46 anos da independência foram feitas muitas boas coisas para a alegria de todos os moçambicanos, sobretudo nas áreas da Educação, Saúde, Agricultura, Água e Saneamento” - disse Faustino.

Acrescentou que, face ao ritmo de desenvolvimento que o país regista, os combatentes da luta de libertação nacional têm motivos para se sentir orgulhosos por terem sido os protagonistas desta independência. “O apelo é a paz para que o país continue a se desenvolver. Queremos que todos aqueles que estão nas matas se reconciliem com a razão e voltem a conviver com as famílias moçambicanas”, afirmou.

Acrescentou que os combatentes da luta de libertação nacional e Forças de Defesa e Segurança (FDS) vão continuar empenhadas em garantir a defesa da soberania nacional e os interesses dos moçambicanos. A província de Cabo Delgado está a ser alvo de ataques terroristas desde 5 de Outubro de 2017, tendo já causado centenas de mortes e milhares de deslocados.

Enquanto isso, as províncias de Manica e Sofala registam distúrbios protagonizados pela autoproclamada Junta Militar, liderada por Mariano Nhongo, que reivindica a gestão da Renamo por Ossufo Momade. Na semana passada, as Forças de Defesa e Segurança (FDS) frustraram mais um ataque terrorista no distrito de Palma, província de Cabo Delgado, extremo norte de Moçambique.

Ler 165 vezes

Boletim Informativo

  • Mais Notícias
  • Delegações Provinciais

 

UNIDOS NA LUTA CONTRA A POBREZA

Subscreva ao boletim informativo