hasta yatağıhasta yatağıtuzla escort
MESAGEM DA FRELIMO PELA PASSAGEM DO 25 DE JUNHO, DIA DA FRELIMO E DA INDEPENDÊNCIA NACIONAL
25.Jun..2020
Classifique este item
(0 votos)

Moçambicanas,
Moçambicanos,

Hoje passam 58 anos, fundada que foi a Frente de Libertação de Moçambique, FRELIMO, com objectivo de libertar a Terra e os Homens;

 

A 25 de Junho de 1975, é proclamada solenemente a Independência Total e Completa de Moçambique, através da voz do saudoso Camarada Samora Machel, então Presidente da FRELIMO;

A Jovem República de Moçambique completa hoje 45 anos, após a proclamação da Independência;

A FRELIMO recorda aos moçambicanos que, se hoje somos independentes é porque moçambicanos destemidos e com bravura houve, que nos libertaram das masmorras e da escravatura colonial portuguesa;

São jovens de 25 de Setembro que, com ousadia, inteligência e espírito de entrega nacionalista, escreveram a História desta nossa bela Pátria, em páginas douradas;

Aí, a História da FRELIMO se confunde com a História de Moçambique e se completam, formando um todo. Dela devemos tirar os melhores ensinamentos para galvanizar o patriotismo na Juventude e nas novas gerações;

Uma vez proclamada a Independência do País, novos desafios se colocaram, com a debandada fuga dos agentes do colonialismo, num contexto em que o sistema havia negado aos moçambicanos a formação do capital humano, visando perturbar a operação dos moçambicanos;

A FRELIMO chamou a si a responsabilidade de organizar a Sociedade, reanimar a economia e garantir a manutenção da Soberania. É ai, que a Geração 8 de Março se deslumbra e se desenha ao responder o chamamento patriótico proclamado pelo então Presidente da República, Samora Machel;

Foi a Geração 8 de Março que, inspirado pelos feitos da Geração 25 de Setembro, garantiu a estabilidade sócio-económica de Moçambique, nas frentes de produção, na Industria, no Comércio, na Diplomacia, na Saúde, na Educação, na prestação de serviços e na manutenção da Soberania;

A FRELIMO saúda esses nossos concidadãos que, com amor à Mãe-Pátria, fazem o melhor de si para que Moçambique mantenha o brilho, afirmando-se ao nível do País e com o reconhecimento inigualável no concerto das nações;

Junho é o mês repleto daquilo que Moçambique pode apresentar de nobre e galvanizante. Aliado à fundação da FRELIMO e da Independência Nacional, estão as comemorações do centenário natalício do Doutor Eduardo Mondlane, Arquitecto da Unidade Nacional e fundador da FRELIMO;

Eduardo Mondlane, Ícone do patriotismo moçambicano, é ainda um dos embondeiros deste nosso grande Continente Africano que, imbuído de um nacionalismo sem igual, entregou a sua vida para que os moçambicanos ousassem possuir uma Pátria;

A FRELIMO exorta a todos os cidadãos a cultivarem a Unidade Nacional, onde a nossa unidade, enquanto moçambicanos, esteja acima das diferenças políticas, raciais ou de qualquer tipo. A FRELIMO exorta, igualmente a todos, em especial aos jovens, para uma vigilância massiva, promoção de solidariedade, espírito de cidadania e patriotismo.

Estamos perante uma pandemia da coronavírus, que exige de cada um de nós a observância dos cuidados fundamentais da saúde. As medidas tomadas pelo Camarada Filipe Jacinto Nyusi, Presidente da FRELIMO e Presidente da República de Moçambique, para evitar a expansão do Covid-19 vieram em momento oportuno para que o coronavírus não tenha efeitos devastadores no seio da família moçambicana;

A FRELIMO saúda e encoraja o Camarada Filipe Jacinto Nyusi, Presidente da FRELIMO e Presidente da República de Moçambique, por estas medidas e louva os profissionais da Saúde pelo seu distinto trabalho, no salvar de vidas;

A FRELIMO saúda efusivamente os garbosos jovens das Forças de Defesa e Segurança que, com alto sentido de defesa de Pátria, lutam com bravura contra os terroristas que matam e destroem o que, com trabalho árduo e sacrifício foi construído, em prol do desenvolvimento do País e semeiam o pranto, dor e luto no seio das famílias;

A FRELIMO condena fortemente os mentores destes actos terroristas, de igual modo, que condena aqueles que, auto-titulando-se Junta Militar da Renamo protagonizam ataques a civis, no Centro do País;

A FRELIMO exige que se pare com todos esses actos macabros;

A FRELIMO exorta a todos os moçambicanos para que, em volta da união e da solidariedade, se possa buscar forças para a construção de um Moçambique em que reina a Paz e prosperidade para cada família deste nosso Solo Pátrio;

A FRELIMO deseja a todos os moçambicanos uma passagem tranquila e segura do 25 de Junho, data histórica do País.

UNIDADE, PAZ E DESENVOLVIMENTO
FRELIMO, A FORÇA DA MUDANÇA

Maputo, 25 de Junho de 2020

Ler 190 vezes Modificado em quinta, 16 julho 2020 00:36
  • Mais Notícias
  • Delegações Provinciais

 

UNIDOS NA LUTA CONTRA A POBREZA

Subscreva ao boletim informativo