hasta yatağıhasta yatağıtuzla escort
SOBRE O ACONTECIMENTO DE GAZA
09.Out..2019
As redes sociais ficaram inundadas de informação e  desinformação (nalguns casos, com origem e narrativa duvidosas) sobre o acontecimento triste e macabro
, perpetrado por malfeitores cuja razão do crime é até então desconhecida, que culminou com o desaparecimento físico do Director executivo do FONGA, Anastácio Matavel, a quem a Frelimo endereça sentimentos de dor e pesar à família enlutada.
 
São investidas dos inimigos do Povo, da Paz, da Reconciliação, da Unidade Nacional e do Desenvolvimento, que planificaram a calada da noite, acções com objectivo claro de manchar o processo eleitoral e por conseguinte, minar os caminhos de progresso que Moçambique almeja.
 
Pena dos caluniadores e outras vozes que tentaram de forma malígna e infeliz, associar  o partido FRELIMO e de forma propositada esqueceram –se que existem várias organizações incluindo políticas a actuarem em Gaza, com objectivo principal de discredibilizar a obra da FRELIMO, buscando a qualquer custo, furtar o espaço conquistado pela FRELIMO sendo que para tal, não medem os meios muito menos as consequências. 
 
Essas todas organizações são suspeitas e que deviam ser investigadas a fim de se apurar a sua inocência.
 
Os mesmos invejosos, caluniadores, esqueceram-se dos conflitos internos do FONGA, uma organização constituída por gente de variada proveniência, com sentimentos ou ressentimentos gerados pelo ambiente interno conturbado na organização.
 
Felizmente, o povo Moçambicano, já habituou-se a estas estratégias falidas que sempre foram recurso para distrair e dividir o povo. São armadilhas para atrasar o sonho do povo Moçambicano criando disconfianças sobre suas conquistas e caminhos para o Futuro. 
 
Acusar a FRELIMO é estratégia de fuga para frente daqueles que pretendem descredibilizar o processo eleitoral e por via disso, justificar seus próprios fracassos.
 
Esses protagonistas cobardes que não tem coragem de mostrar as caras, já provaram que o objectivo é fragilizar a Frelimo, seus membros e militantes, como quando de metralhadoras AK47 em punho e a sangue frio, impiedosamente cravaram tiros fatais que levaram a morte do Secretário da Frelimo em Manica. 
 
São acções aparentemente aleatórias mas que são devidamente coordenadas para intimidar os apoiantes da Frelimo através do medo ou da desconfiança.
 
A FRELIMO repudia a todo e qualquer acto de violência e apela ao povo moçambicano, aos membros, militantes e simpatizantes, a manterem-se vigilitantes, unidos e coesos, com olhos fixos na paz, reconciliação, esperança, unidade nacional e desenvolvimento.
 
Adiante, aos membros, militantes e simpatizantes da Frelimo que mantenham-se calmos e não caluniem ninguém, sejam pacíficos, amáveis e mostrem sempre verdadeira maturidade  para com todos.
 
O foco do povo Moçambicano é reconduzir a FRELIMO e Filipe Nyusi a liderança dos processos de Desenvolvimento de Moçambique.
 
O nosso Candidato a Presidente da República de Moçambique e Presidente da Frelimo é exemplo claro de Paz,  Amor é concórdia. 
 
 
 
Unidade, Trabalho e Vigilância.
 
É contigo que dá certo.
 
"Unidos Fazemos Moçambique Desenvolver”.
 
Caifadine Manasse
Secretário da Área de Comunicação e Imagem e Porta-voz da FRELIMO

Boletim Informativo

  • Mais Notícias
  • Delegações Provinciais

 

UNIDOS NA LUTA CONTRA A POBREZA

Subscreva ao boletim informativo